Página Inicial » Notícias » Rede Federal de Educação Profissional e Tecnológica comemora Centenário

Rede Federal de Educação Profissional e Tecnológica comemora Centenário

brasao

Nesse dia 23, a Rede Federal de Educação Profissional e Tecnológica completa 100 anos de criação e em todo o país os Institutos Federais comemoram a importante data com uma movimentada programação. O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia, através dos Campi Colorado do Oeste e Ji-Paraná, realiza atividades envolvendo alunos, professores e comunidade.

O Instituto Federal de Rondônia foi implantado em dezembro do ano passado, quando o presidente Luis Inácio Lula da Silva sancionou a Lei 11.892 que transformou os antigos Centros Federais de Educação Profissional e Tecnológica (Cefets) em Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia. “Rondônia está recebendo uma rede de Educação Tecnológica de relevância histórica, que tem formado gerações de jovens trabalhadores, deste modo contribuído para o desenvolvimento sustentável do país”, ressalta o reitor do Instituto, professor Raimundo Vicente Jimenez. Os números demonstram que 70% dos egressos dos cursos oferecidos pela Rede estão atuando na sua área de formação.

Rondônia conta hoje com dois campi em funcionamento, o de Colorado do Oeste e o de Ji-Paraná. Estão em construção os campi de Vilhena, Ariquemes e Porto Velho, que começarão a atender no próximo ano. “O país tinha uma dívida com Rondônia, esta dívida agora é sanada com esses cinco campi que vão fornecer educação pública, da educação básica ao ensino superior, com a qualidade que a Rede Federal de Educação Profissional e Tecnológica historicamente oferece há 100 anos”, afirma o reitor Raimundo Jimenez.

Por um decreto de Nilo Peçanha, então presidente da República, o Brasil passou a contar com 19 escolas técnicas federais espalhadas pelo país. O documento, assinado em 23 de setembro de 1909, criou a Rede Federal de Educação Profissional e Tecnológica que, ao longo do tempo, cresceu em tamanho e importância. As escolas de aprendizes e artífices deram origem às escolas técnicas federais que, por sua vez, foram transformadas em centros federais de educação profissional e tecnológica (Cefets), passando a atuar também no ensino superior.

Em dezembro do ano passado, os Cefets foram transformados em Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia. A transformação, mais uma vez, não se deu apenas no nome. Os Institutos Federais foram investidos de grande responsabilidade na promoção de crescimento e desenvolvimento sustentável nas regiões em que se instalam. A transformação social é uma prerrogativa dos Institutos, um compromisso com a Nação.

Clique aqui e veja o pronunciamento do ministro da Educação, Fernando Haddad, sobre o Centenário.

Clique aqui para ver a homenagem do Congresso ao Centenário.

« « Audiência pública para implantação do Núcleo Avançado de Cacoal será no dia 28   Centenário: Campus de Colorado do Oeste promove oficina de gastronomia » »